ADVENTISTAS

Menu



PARADOXOS DIVINOS

Paradoxos Divinos

Sentimo-nos impressionados diante do fato de que Aquele que era o Pão da Vida , começou Seu ministério faminto , e o que foi a Água da Vida , terminou Seu ministério sedento.
Gregório de Nazianzius desenvolveu esta idéia de maneira lindíssima , nas seguintes palavras:

“Cristo sentiu fome como homem , e alimentou aos homens como Deus.
Teve fome como homem , e contudo é o Pão da Vida ;
Teve sede como homem , e contudo , disse : ‘Se alguém tem sede , venha a Mim e beba’.
Sentiu-se esgotado , e contudo é o nosso descanso.
Pagou tributo , apesar de ser rei.
Foi chamado de demônio , e expulsou demônios ;
Orou , e contudo é o que escuta nossas orações;
Chorou e é o que seca nosso pranto.
Foi vendido por trinta moedas de prata e é o resgate do mundo;
‘Como cordeiro foi levado ao matadouro’ e é o Bom Pastor;
Emudeceu como uma ovelha , e é a Palavra Eterna”.
( The Reaper , por Joseph Dyles ).